HÉRNIA DE DISCO


 

O QUE É HERNIA DE DISCO?

Olá, Sou a Doutora Camila Marchesan e vou falar um pouco sobre a Hérnia de Disco, essa doença da coluna que acomete tanta gente. Mas antes, você sabia que somente cinco por cento dos casos precisam de cirurgia? Ou seja, a esmagadora maioria da população não necessita de cirurgia de coluna. Vamos entender mais um pouquinho sobre a hérnia de disco?

 

SINTOMAS DA HÉRNIA DE DISCO

Os sintomas mais comuns são dores localizadas nas regiões onde existe a lesão do disco. Essas dores podem ser irradiadas para outras partes do corpo. Quando a hérnia é na coluna cervical, as dores ou as alterações de sensibilidade se irradiam para as regiões superiores dos ombros, para os braços, as mãos e os dedos. Se a hérnia de disco é lombar, as dores se irradiam para as pernas e pés. O paciente pode também sentir formigamento, dormência, ardência e dores na parte interna da coxa. As pessoas relatam que é uma “dor chata” e que não existe posição que melhore. Alguns relatam que pioram quando vão dormir. Isso acontece porque nesse momento o corpo fica relaxado e os discos se reidratam, aumentando o seu volume, e consequentemente comprimem as raízes nervosas. Nos casos mais graves, a compressão poderá causar perda de força nas pernas e até mesmo incontinência urinária.

Observe os principais sintomas de forma resumida:

  1. Dor nas costas há mais de três meses;
  2. Coluna torta quando entra em crise;
  3. Dor noturna que piora durante o sono e que permanece ao acordar;
  4. Dor que piora ao ficar em pé com a perna estendida;
  5. Bastante dificuldade para ficar sentado por mais de 10 minutos;
  6. Redução de força em uma das pernas ou nas duas;
  7. Impossibilidade de ficar de ponta de pé com uma das pernas;
  8. Dor, formigamento ou dormência nos membros;
  9. Dificuldades extremas para segurar a urina;
  10. Redução do rendimento e desânimo para a realização de atividades rotineiras;
  11. Dores de cabeça associadas a dores na região da nuca e que se prolongam para os ombros;
  12. Dificuldades para se locomover ou levantar algum objeto.

Qualquer um desses sintomas representa um sério problema para sua coluna vertebral. Não tome remédios por conta própria nem espere que sua dor melhore sozinha. Nenhum tipo de dor na coluna deve ser ignorado, principalmente, quando o paciente detecta a presença de um ou mais dos sintomas listados acima. Ao identificar incômodos similares, deve-se procurar por ajuda médica imediatamente. Mascarar a dor com o uso de medicamentos (por conta própria) ou “receitas caseiras” é colocar a saúde em risco. O ideal é investigar a causa das dores e demais sintomas com a ajuda de um especialista para que a raiz do problema (e não somente os efeitos que ele manifesta) seja tratada de forma adequada e efetiva.

 

TRATAMENTO PARA HÉRNIA DE DISCO

Nossa abordagem de sucesso, com mais de 95% de casos onde o paciente recupera sua vida normal, é um programa fisioterapêutico que utiliza técnicas de Fisioterapia Manual, mesa de tração eletrônica, mesa de descompressão dinâmica e Estabilização Vertebral. Ele visa melhorar o grau de mobilidade músculo-articular, diminuir a compressão no complexo disco vértebras e facetas, dando espaço para nervos e gânglios, fortalecer os músculos prodos e posturais da coluna vertebral através de exercícios terapêuticos específicos enfatizando o controle intersegmentar da coluna lombar, cervical, quadril e ombro.

 

FISIOTERAPIA MANUAL

A disfunção dos tecidos moles pode alterar o movimento articular e diminuir a eficácia da mobilização-alongamento da articulação. É por isso que o tratamento frequentemente começa com este procedimento visando diminuir a dor e o espasmo muscular ou aumentar a mobilidade dos tecidos moles. Esses procedimentos auxiliares podem também tornar mais fácil a realização da mobilização das articulações, produzindo um efeito mais duradouro. Dentre as técnicas de fisioterapia manual utilizamos a Osteopatia, Maitland, Mulligan e mobilizações articulares.

 

MESA DE TRAÇÃO ELETRÔNICA

Em nosso tratamento utilizamos todo o benefício da tecnologia dos melhores centros de ortopedia do EUA. Grandes fabricantes de equipamentos terapêuticos e cientistas americanos investiram seriamente em pesquisas durante décadas enquanto aprimoravam técnicas seguras e eficazes de utilizar a tração vertebral e melhorar seus benefícios.

Pesquisas realizadas nos EUA mostram que técnicas de tração vêm sendo usadas com sucesso, durante anos, no tratamento das discopatias e doenças degenerativas da coluna vertebral.

Nosso tratamento exclusivo conta com a reabilitação através de mesas computadorizadas.

 

MESA DE FLEXÃO-DESCOMPRESSÃO

Este equipamento possibilita que o corpo clínico tenha total controle sobre a mobilidade da coluna vertebral do paciente, permitindo movimentos de flexão, extensão, látero-flexão e rotação. Desta forma, o tratamento pode ser realizado de uma forma mais confortável, conseqüentemente mais precisa.

 

ESTABILIZAÇÃO VERTEBRAL

Durante o primeiro mês de tratamento utilizamos também a técnica de estabilização vertebral que foi desenvolvida na Austrália com o objetivo de fortalecer os músculos profundos da coluna vertebral e melhorar o grau de estabilidade vertebral. Para isso contamos com o exclusivo equipamento Stabilizer.

Com todas essas técnicas devidamente empregadas nossos pacientes conseguem recuperar a qualidade de vida entre dois a três meses depois do início do tratamento.

Gostou? Então agende uma consulta e pare de sofrer!

ESCOLIOSE

A coluna vertebral pode assumir patologicamente uma posição de desalinhamento, contorcendo-se em seu próprio eixo, inclinando-se para frente ou para trás e para os lados; ou seja, em um plano tridimensional.
Essa deformidade é conhecida como escoliose e pode se manifestar desde a infância com maior incidência em mulheres. Classifica-se em dois tipos: funcional e estrutural. No tipo funcional, a deformidade ainda não está instalada definitivamente, pois não atinge as estruturas ósseas, somente os músculos; e no tipo estrutural, a curvatura já atinge as vértebras e se fixa.

SAIBA MAIS

NERVO CIÁTICO (DOR CIÁTICA)

A dor ciática é uma inflamação ou irritação do nervo mais longo do nosso corpo, o nervo ciático. Ele também é muito volumoso, podendo ter a espessura de um dedo. Quando essa estrutura neurológica é afetada, a dor pode se estender da região lombo-sacra até o pé, passando por glúteo, coxa e lateral da perna. Essa dor é descrita pelos pacientes como uma dor profunda, como se fosse no osso.

SAIBA MAIS

SOBRE



Tratamento para hernia de disco e dores nas costas em Araraquara 

Doutora Camila Marchesan é a especialista em dores na coluna em Araraquara/SP.

Graduada pela UNIMEP - Piracicaba em 2004, é formada também em Osteopatia pelo Instituto Docusse de Osteopatia e Terapia Manual além de também ter uma nova abordagem no tratamento da escoliose pelo REHAB Campinas.

Desde 2013 é diretora do corpo clínico do ITC Vertebral Araraquara, ajudando desde então mais de 500 pacientes a terem uma vida sem dor.

CONTATO


Avenida Cristovão Colombo, 940
Centro - Araraquara - SP

ITC VERTEBRAL ARARAQUARA

16 3331-1030
araraquara@itcvertebral.com.br

Segundas às Sextas - 8:00 às 11:00 / 13:00 às 18:00